Sinpro defende priorizar vacinação de professores como condição de retorno às aulas presenciais

A presidente do Sindicato dos Professores de Jundiaí, Sandra Baraldi, protocolou, na tarde desta quarta-feira, dia 20, junto à Unidade de Gestão de Promoção da Saúde, ofício solicitando que professoras e professores da rede particular sejam incluídos no grupo prioritário de vacinação contra a covid-19. De acordo com plano do governo estadual, as escolas paulistas começam a retomar as aulas presenciais a partir do próximo dia 1º de fevereiro.

O Sinpro Jundiaí, assim como outros sindicatos de professores do estado de São Paulo, entende que, em um momento de crescimento do número de casos de covid-19 e sem fiscalização do cumprimento das medidas sanitárias exigidas das escolas, o risco ainda é muito grande enquanto não houver vacinação da categoria.

Vale lembrar, ainda, que liminar conquistada pelos sindicatos de docentes e pela federação junto ao TRT-SP, em outubro de 2020, impede que as escolas obriguem docentes do grupo de risco, que estejam gestantes, ou que vivam com pessoas do grupo de risco a retornar ao trabalho presencial. A decisão é válida para todos os docentes da rede particular de Educação Básica do estado de São Paulo representados pelos sindicatos que entraram com a ação.


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/sinprojun/www/wp-includes/functions.php on line 5275

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/sinprojun/www/wp-includes/functions.php on line 5275