Professores devem se vacinar contra a gripe a partir do dia 22

Com a chegada do outono, é comum que gripes e resfriados propaguem-se pelas salas de aula, ambientes fechados e com grande circulação de pessoas. Em vista disso, os professores passaram a integrar o público-alvo da Campanha Nacional de Vacinação Contra a Influenza a partir de 2017, após mobilização nacional, da qual o Sindicato dos Professores de Jundiaí participou, para que os educadores também tivessem prioridade na distribuição de vacinas pelo SUS, juntamente com profissionais de saúde, gestantes, puérperas, idosos, doentes crônicos e crianças com idades entre seis meses e cinco anos e 11 meses.

Este ano, a campanha teve início no último dia 10 de abril. Em Jundiaí, a dose é disponibilizada em todas as Unidades Básicas de Saúde durante o horário de atendimento — de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 11h30 e das 13h às 16h30 . Para facilitar o acesso da população, a imunização é escalonada em duas etapas:

De 10 a 19 de abril: vacinação de crianças entre 6 meses a 5 anos, 11 meses e 29 dias, gestantes (em qualquer período gestacional) e puérperas (até 45 dias após o parto).

A partir do dia 22 de abril: além dos públicos acima, idosos com 60 anos ou mais (inclusive aqueles que completam 60 até dezembro de 2019), trabalhadores da saúde e alunos dos cursos de saúde que estejam em estágio, portadores de doenças crônicas não transmissíveis (esses pacientes devem apresentar a prescrição médica com motivo da indicação ou CID para a aplicação da vacina) e professores e demais profissionais que trabalham em creches, escolas e faculdades.

Além disso, no dia 4 de maio, haverá esquema especial de vacinação, das 8h às 17h, nas unidades Clínica da Família, UBS Retiro, UBS Rami, UBS Santa Gertrudes, UBS Caxambu, UBS Tamoio, UBS Aparecida, UBS Anhangabaú, UBS Hortolândia e UBS Rio Branco.

Segundo a Vigilância Epidemiológica do município, o público estimado da campanha é de 26 mil crianças, 4 mil gestantes, 700 puérperas, 50 mil idosos, 13 mil profissionais da saúde e 3,9 mil professores. É indicado que a população leve a carteira de vacinação para o registro. “A antecipação da vacina, antes de os dias frios chegaram, é uma oportunidade para a prevenção dos públicos mais susceptíveis aos vírus”, argumenta a enfermeira da Vigilância Epidemiológica, Maria do Carmo Possidente. A dose disponibilizada é trivalente, ou seja, protege contra os vírus H1N1, Tipo A e Tipo B.

Com informações da Prefeitura Municipal de Jundiaí

Sinpro assina novo convênio com o Laboratório Anchieta

Parceria entre Sindicato dos Professores de Jundiaí e Laboratório Anchieta traz mais vantagens para professores sindicalizados. Com o novo convênio, os professores associados ao Sinpro sindicalizados têm direito a 40% de desconto em exames clínicos (exceto toxicológico). O Laboratório Anchieta fica na Rua das Pitangueiras, número 651, sala 10.